segunda-feira, 18 de abril de 2016

Pela "Copa Pará" eu voto SIM!!!

É uma tristeza ver tantos times tradicionais do Pará sem atividade alguma. Começando pela gigante Tuna Luso Brasileira, bicampeã nacional, que há muito tempo não dá alegrias à sua torcida. Também temos o Abaete e o Vênus de Abaetetuba; o Ananindeua; o saudoso Pedreira da Ilha de Mosqueiro; o Bragantino de Bragança; o Castanhal da cidade Modelo; entre outros. Infelizmente, temos uma Federação de futebol incapaz e insensível com esses clubes. Atualmente, temos apenas o "Parazão" como competição profissional, sendo que a 1ª fase da competição ocorre durante apenas um mês, ou seja, o time que não avançar à 2ª fase ficará 11 meses sem jogos oficiais. (Foto: times que disputam a 2ª fase do Parazão 2016)




Não coloco toda a culpa na Federação por temos um futebol fraco e sem muitas perspectivas, pois sou ciente que muitos dirigentes que passaram ou que ainda permanecem em nossos clubes em nada contribuíram para alavancar os seus times e muito menos o nosso futebol. Entretanto, a FPF contribui em demasia para que o nosso futebol continue estagnado, há anos que não saímos do lugar e a visão que o torcedor tem da nossa Federação não é das melhores (com razão). 

Perante esse sombrio cenário, de times sem calendário e uma Federação estagnada, que tal a FPF começar a agir e tentar amenizar esse problema? A "Copa Pará" poderia servir para isso. Uma competição que envolveria os times que não estão disputando nenhuma divisão do campeonato nacional. Essa competição sendo bem organizada, atrai patrocínios e televisão. Claro que poderia ter uma premiação para a equipe vencedora, assim chamaria mais o interesse dos clubes participantes. Talvez até uma vaga na Série D, uma vez que o Pará tem duas vagas na competição e a CBF autorizou cada Federação a distribuir uma das duas vagas da maneira que quiserem. A "Copa Pará" é apenas um nome sugestivo, o importante é pensar rápido em como fortalecer o nosso futebol. Os times, o futebol paraense, os torcedores e os jogadores padecem. Todos desejam dias melhores e esses dias podem vir, basta ter mais competência (e amor) para gerir nosso futebol. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário