domingo, 30 de outubro de 2016

ENTREVISTA: Cacaio, o técnico que fez o Leão subir!!!

João Carlos Santos do Amaral, 46, mais conhecido por "Cacaio" foi o comandante Azulino na temporada 2015 e conquistou o tão esperado e sonhado acesso à Série C do Campeonato Brasileiro. Querido por boa parte da torcida Remista, o treinador não teve seu contrato renovado com o clube e deixou o Leão para a tristeza de muitos torcedores.  É evidente, também, o carinho que o treinador tem pelo Leão Azul e parece que essa relação está longe de terminar. Pois bem, o "Futebol Paraense" fez uma entrevista com o Cacaio e ele esclarece essa estranha saída do clube (até hoje muitos não entenderam essa história), além de nos esclarecer outras questões relacionadas ao Clube do Remo e a sua carreira de treinador. 

                                                          (Foto: Arquivo Pessoal)

1 - Futebol Paraense: Em 2015 você foi considerado pela torcida Remista um dos grandes heróis da campanha que levou o clube ao almejado acesso à Série C. Devido a essa conquista o mais coerente seria a continuidade do seu trabalho frente ao clube. Porém, para a surpresa de muitos isso não ocorreu e o seu contrato não foi renovado. Mesmo após um ano esse assunto ainda gera muitas dúvidas entre os torcedores, que não entenderam a razão de você não ter ficado no clube. Você poderia nos dizer o que de fato aconteceu?

Cacaio: Para mim também foi surpreendente a minha saída do Clube do Remo. Mas acredito que foi devido a derrota para o Cuiabá e também acharam que o clube precisava de um técnico experiente.

2 - F. P.: Você sente alguma mágoa do Clube do Remo?

C.: Não, pelo contrário foi um momento ímpar.

3 - F. P.: 2016 foi um ano sabático para você. Mas você chegou a receber alguma proposta de trabalho? Se recebeu por que não a aceitou?

C.: Recebi proposta do Paragominas e do São Raimundo, mas resolvi ficar em casa um tempo maior. 

4 - F. P.: Em novembro teremos eleições no Clube do Remo. Caso o novo presidente Remista queira contar com o seu trabalho frente ao clube você aceitaria?

C.: Claro que sim, sou profissional e sei que a minha história no Remo ainda não terminou.                                                                                               

                             Cacaio (direita) ao lado de outro ídolo Azulino, Agnaldo de Jesus, o                                                                       "Seu Boneco". (Foto: Arquivo Pessoal)

5 - F.P.: Com jogador você defendeu as cores do Paysandu e do Remo. Qual dos dois clubes mais te marcou enquanto atleta? 

C.: Ter atuado nos dois clubes para mim foi ótimo, talvez hoje eu seja um dos poucos jogadores (que atuaram nos dois clubes) que tem o respeito e carinho das duas torcidas. Sempre respeitei muito o Remo, o Paysandu, a Tuna Luso e todos os outros clubes do interior.

6 - F. P.: Como você está planejando a sua carreira como técnico? Até onde quer chegar?

C.: O futuro a Deus pertence, quem podia imaginar que eu seria o "cara" que iria tirar o Remo da fila né!? Sobre o meu futuro fica na mão de Deus.

7 - F. P.: Defina o técnico Cacaio.

C.: É difícil falar de si, mas eu sou um vencedor. Em 2012 fui campeão pelo Cametá. Em 2013 quase subimos com o Paragominas, fizemos 19 pontos e apenas não classificamos por que perdemos três pontos na justiça.

8 - F. P.: Como já dissemos você é muito lembrado pela torcida Remista e muitos, torcedores, pedem a sua volta ao Clube do Remo. Qual mensagem você gostaria de dizer aos Azulinos?

C:. O Remo é muito grande e ganhe quem ganhar a eleição não pode parar de ajudar o clube que hoje só é grande pelo amor do seu torcedor. Obrigado por tudo que fizeram eu sentir como técnico, foi sensacional e um dia se for da vontade de Deus eu volto.




3 comentários:

  1. porra voces parecem puta quando se apaixona cacaio e passado,

    ResponderExcluir
  2. porra voces parecem puta quando se apaixona cacaio e passado,

    ResponderExcluir
  3. Cacáio não devia ser passado, um homem que nos devolveu o orgulho sobre a raça Remista após muitos anos sendo motivo de chacota merece nosso respeito, tenho certeza que a motivação dele seria muito melhor que os três treinadores de 2016, podiam ter dado uma chance pro cara pra ele provar pra esses remistas do contra que ele merecia a chance, o time super limitado que teve em mãos fez um milagre e ainda tem gente descontente, agora acho que o Remo não tem nem como bancar o Cacaio, crise vai ser pior por causa da burrice desses "Remistas".

    ResponderExcluir