quinta-feira, 17 de novembro de 2016

TUNA LUSO BRASILEIRA: Novo campeonato, mas com o mesmo final!!!

Não importa o que aconteça os Tunantes sempre estarão ao lado da Águia do Souza.
(Foto: Gerardo Von)


Pinheirense 4 x 1 Tuna Luso. Dessa maneira, melancólica, terminou a participação da Tuna Luso Brasileira na "Segundinha" do Parazão. Mas a tristeza não é apenas por causa da goleada sofrida, para o organizado time do Pinheirense, e sim pelo ostracismo que o clube se encontra. Temporada atrás de temporada a Tuna padece na segunda divisão estadual. Um clube que é bi-campeão brasileiro (graças a Deus pelo menos a história ninguém vai tirar da Tuna) não pode sofrer tanto e ter participações pífias na segunda divisão paraense. Apesar que talvez sofrer não seja a palavra mais adequada para ser utilizada, pois na verdade quem sofre são os Cruzmaltinos que em mais um "fio" de esperança compareceram ao Mangueirão para incentivar o clube que tanto amam e saíram desolados. 

O torcedor não aguenta mais essa situação e estão perdendo forças até para protestar, a resignação parece ser total. Entretanto, foi bom ver o brio dos Cruzmaltinos nesses quatro jogos em que a Tuna jogou. A expectativa era grande, pois após anos a Tuna montou, pelo menos no papel, um time forte. Afinal um time com Alencar Baú, Levy, Preto Barcarena, Bernardo, Flamel, Moisés, Monga, Helliton e Cleo não seria o suficiente para colocar a Tuna na elite? Teoricamente sim. 

O trabalho começou com o treinador Charles Gatinho, foram cerca de quatro meses treinando o elenco, mas os resultados não vierem (empate com a Desportiva e derrota para o Sport Belém). Depois veio a "Era" Fran Costa, considerado o "Rei do Acesso". Com o seu comando o time treinou por três semanas e os resultados também não vieram (vitória contra o Vila Rica e uma goleada sofrida para o Pinheirense). A Tuna demonstrou nesses quatro jogos uma fraqueza técnica e tática impressionantes. 

Por sua vez a diretoria Tunante mostrou um trabalho diferente que havia realizado nas duas últimas temporadas à frente do clube. Se nas outras edições vimos uma diretoria mais omissa e que pouco se importava com o futebol, dessa vez a diretoria investiu no futebol (já mencionamos o elenco que foi montado). Erros aconteceram, é claro. Caso contrário a Tuna estaria classificada. Mas houve um avanço. Cabe a diretoria continuar trabalhando com o futebol desde hoje para chegar na próxima edição da "Segundinha" com um time forte, competitivo e "encaixado". A revitalização do gramado Francisco Vasques, a construção de um campo de treinamento atrás do tobagã (arquibancada coberta do Souza), o investimento na base (o sub-20 da Tuna disputará nesse fim de semana a final do estadual contra o Paysandu) e a contratação de um gestor de futebol para o clube (alguém realmente capacitado e que leve outro método de trabalho e mentalidade para o futebol), são pontos em que a diretoria deve se atentar para que o clube obtenha sucesso na próxima temporada, caso contrário serão quatro anos da gestão João Rodrigues-Charles Tuma em que a Tuna não evoluiu.

Por hoje resta aos torcedores chorarem, esquecerem futebol. Com o passar do tempo, aos poucos, tenho convicção que reunirão as forças necessárias para apoiar novamente esse clube que é amado por muitos, a Tuna Luso Brasileira. VOA ÁGUIA!!!


Um comentário:

  1. Olá César, apesar do time montado com bons jogadores esqueceram o planejamento. Pensar que basta montar uma equipe nas vésperas da competição, com atletas experientes, é um erro. E em gestão administrativa é fatal. Com jogadores cedidos de outros times, qual teria sido o planejamento para ter um time na divisão principal?
    Oxalá que em 2017 façam diferente. Abraços,

    ResponderExcluir